terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Retrospectiva Carcará 2014, Homicídios e confrontos com as polícias. Na sequência nomes e fotos.

1º dia 03/01/2014, Weberson de Araújo Gomes, conhecido como “Becinho”,

2º dia 21/01/2014, Jucelio Ramos de Azevedo, de 30 anos, "Gordo de Parnamirim", 

3º dia 10/02/2014,Expedito Araújo, de 83 anos,A ocorrência foi registrada na Rua Antonio Januário 
dos Santos, no Bairro são Sebastião, Zona norte 

4º dia 17/03/2014, Damião Bozano Alves (BOZANO), de 43 anos,confronto com as Polícias, clínica odontológica.






5º e 6º dia 22/03/2014,Arthur Brendo e o Gaguinho do Paulo VI,ambos de 17 anos,confronto com as Polícias, "residência de Aparecida do ouro".

7º dia 12/04/2014, Marizan Firmino das Silva, de 18 anos, no bar do sossego,bairro São Sebastião,zona norte da cidade.

8º dia 17/05/2014,Luan Jackson Alves de Lima,de 17 anos vítima de bala perdida, na praça de eventos.

9º dia 19/05/2014, Franceilton Macedo de Araújo, "Preto",32 anos, o homicídio foi registrado na rua Ten.Jonathas Luciano,bairro cruz do monte.

10º Washington Macedo da Silva, de 28 anos,ocorrência foi registrada na Rua Valdemar Araújo Sampaio no Bairro Cruz do Monte.

11º dia 22/10/2014,Joseandro Rodrigues da Silva, "Dolorado", de 22 anos,a ocorrência foi registrada na Rua Belisio Cândido de Macedo, no Bairro São Sebastião, Zona Norte da cidade.

12º dia 02/11/2014,Antônio Fernandes Silva de Arruda, mais conhecido como (Toinho de Nequinho), de 44 anos, natural de Parelhas, residente no Sitio Pingal. Homicídio registrado na Praça de eventos.

13º dia 23/12/2014,Francivan Souza da silva, (Bambam) de 23 anos,A ocorrência foi registrada na Rua José Miguel dos Santos, no Bairro São Sebastião, Zona Norte da cidade.

Próxima retrospectiva é, quem esta preso? quantos são?

Via carcará Parelhas

0 comentários:

Postar um comentário

IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”;

 
CARCARÁ PARELHAS | by TNB ©2010