quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

DUAS ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS DITAM REGRAS NOS PRESÍDIOS DO RN, DIZ MP

As investigações do Ministério Público do Rio Grande do Norte apontam que duas organizações criminosas ‘ditam diretrizes e princípios’ no sistema penitenciário do estado. As diretrizes e princípios, segundo o MP, são seguidas pelos integrantes das organizações, que articulam crimes fora dos presídios. O órgão ministerial aponta ainda que um dos grupos tem forte relação com outros estados da federação.

A operação ‘Alcatraz’ – uma alusão ao nome da penitenciária americana instalada na ilha de Alcatraz, que no início do século XX recebia os chamados chefões do crime organizado – cumpriu 223 mandados de prisão e 97 mandados de busca e apreensão. A operação conjunta envolveu Ministério Público, Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal. Os mandos de prisão e busca e apreensão começaram a ser cumpridos no início da manhã desta terça-feira (2).

Dos 223 mandados de prisão, 154 foram para investigados já presos, integrantes das organizações criminosas. O MP explica que a expedição de novos mandados necessária para impedir a soltura dos detentos e evitar a concessão de benefícios da execução penal como progressão de regime, indulto natalino, entre outros.

Além do Rio Grande do Norte, as ordens judiciais foram cumpridas também em São Paulo, Paraná e Paraíba. No RN, os mandados estão sendo cumpridos em Natal, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Currais Novos, Caicó, Assu, Parelhas, Lajes, Jucurutu, Jardim do Seridó, Jardim de Piranhas, São Vicente, Acari, Cruzeta e Santa Cruz.

As investigações de comissões do Ministério Público duraram 10 meses. De acordo com o MP, as informações colhidas no período possibilitaram a realização de 75 prisões em flagrante feitas pela Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal. As prisões foram efetuadas por crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e roubo

Ainda segundo o MP, a maior apreensão de drogas do ano foi realizada a partir da investigação. Aconteceu no dia 18 de maio deste ano, na cidade de Dourados, estado do Mato Grosso do Sul, onde a Polícia Rodoviária Federal apreendeu 15,2 toneladas de maconha. O órgão ministerial afirma que parte expressiva da droga seria distribuída no Rio Grande do Norte.

G1/RNvia sertaonamidia.com.br
Curta nossa página no Facebook e fique atualizado em tempo real. https://www.facebook.com/sertaonamidia

0 comentários:

Postar um comentário

IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”;

 
CARCARÁ PARELHAS | by TNB ©2010