sábado, 15 de novembro de 2014

Operação tolerância zero apreende menores com arma de fogo e evitam homicídio no Seridó


Por volta das 23h50 de Quinta-Feira (13/11), a guarnição de Rádio Patrulha fazia um patrulhamento de rotina próximo a rodoviária da cidade de Currais Novos, quando suspeitou de dois adolescentes que estavam em uma moto Honda Pop 100, de placa OKC-9869, de cor preta e tentou abordá-los, porém os menores ao perceberem a presença da viatura empreenderam fuga até serem parados em uma rua próximo a Imaculada.


Os menores tem 15 e 17 anos todos com passagens pela Polícia.


O de 17 anos estava com um revólver calibre 32 com 03 munições intactas e 01 deflagrada.
Ele tem passagens por vários assaltos a mão armada, tráfico de drogas, homicídio e saiu recentemente do CEDUC onde cumpriu pena sócio educativa.


Mais cedo a central de rádio da PM (190), já tinha recebido denúncias que esses adolescentes estavam rondando na área do CAIC, onde tem inimigos, já se envolveram em vários tiroteios meses atrás. Os menores foram conduzidos para a delegacia da Polícia. A moto ficou apreendida a disposição da Justiça.


Com a implantação da operação tolerância zero desde o dia 03 de Novembro já foram recuperadas 02 motos furtadas e outras 02 roubadas, 04 armas de fogo apreendidas, duas pessoas presas acusadas de tráfico de drogas e 03 armas de brinquedo apreendidas, além de zerar os assaltos que vinham acontecendo.

A determinação do comandante da 3ª CIPM, Capitão Moaci, é intensificar as abordagens em veículos e pessoas suspeitas e apesar das dificuldades com viaturas sucateadas a operação não tem data para parar.

Fonte: 3ª CIPM de Currais Novosvia sertaonamidia.com.br
Curta nossa página no Facebook e fique atualizado em tempo real. https://www.facebook.com/sertaonamidia

0 comentários:

Postar um comentário

IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”;

 
CARCARÁ PARELHAS | by TNB ©2010