sábado, 22 de novembro de 2014

Casa de oficial da PM é alvo de tiros durante a madrugada na Grande Natal




Portão da casa ficou com marca dos tiros
(Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi)
A casa de um oficial da Polícia Militar do Rio Grande do Norte foi alvo de tiros durante a madrugada deste sábado (22), em São Gonçalo do Amarante, município da Grande Natal. O major Manoel Kennedy, atualmente, comanda o 4º Batalhão da PM, responsável pelo policiamento na Zona Norte da capital. O oficial mora em Cidade das Rosas, bairro de São Gonçalo.
"Estamos todos bem, eu e minha família. Não sei porque isso aconteceu. Exerço liderança satisfatória no Batalhão. A gente sabe que não consegue ser unanimidade, mas tento fazer sempre o melhor trabalho pelo policiamento da Zona Norte. Nunca recebi nenhuma ameaça. Nem pessoalmente, nem por telefone", disse o major em entrevista ao G1.
Após o incidente, o major acionou a Polícia Civil, que vai instaurar um inquérito com o objetivo de chegaraos autores dos disparos. O comandante geral da Polícia Militar, coronel Francisco Araújo, disse que a PM também vai auxiliar nas investigações. "Já tomamos conhecimento do fato, que é grave. Coloquei o setor de inteligência da PM para ajudar nas investigações", antecipou Araújo.
Ao todo, foram recolhidas 10 cápsulas de balas. Segundo o coronel coronel Araújo, essas cápsulas são de pistola calibre ponto 40, de uso restrito das polícias. O caso será investigado pela equipe da delegacia de São Gonçalo do Amarante.via sertaonamidia.com.br
Curta nossa página no Facebook e fique atualizado em tempo real. https://www.facebook.com/sertaonamidia

0 comentários:

Postar um comentário

IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”;

 
CARCARÁ PARELHAS | by TNB ©2010