segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Briga entre detentos de Presídio por dívida de drogas deixou um morto e cinco feridos na PB



Uma briga entre dez detentos da Penitenciária Flósculo Da Nóbrega, (Róger) assustou as pessoas que foram visitar os parentes na manhã deste domingo (2).


Os presos começaram a se agredir por volta das 7h, quando teve início as visitas.


De acordo com o secretário de Administração Penitenciária do Estado, Walber Virgulino, a discussão foi motivada por uma dívida de drogas. Um detento morreu e cinco ficaram feridos. “Não houve rebelião.


Os presos começaram a brigar entre si porque um grupo resolveu cobrar uma dívida de drogas dentro do presídio. A situação foi rapidamente controlada pelos agentes penitenciários”, informou Walber Virgulino.

Os presos que participaram da briga serão autuados por crime de lesão corporal. Os feridos foram levados para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência.


Uma das vítimas morreu pouco depois de chegar a unidade hospitalar. Os outros cinco seguem internados e o estado de um deles é considerado grave.

Os detentos que saíram ilesos foram encaminhados para 2ª Delegacia Distrital no bairro de Cruz das Armas. Quando retornarem ao presídio eles ficarão isolados.
O tumulto aconteceu no pavilhão 3, onde a visitação foi suspensa. Segundo o secretário Cláudio Lima, os presos dos demais pavilhões poderão receber visitas normalmente.

Fonte: Portal Correiovia sertaonamidia.com.br
Curta nossa página no Facebook e fique atualizado em tempo real. https://www.facebook.com/sertaonamidia

0 comentários:

Postar um comentário

IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”;

 
CARCARÁ PARELHAS | by TNB ©2010