quarta-feira, 15 de outubro de 2014

QUADRILHA ACUSADA DE ASSALTO E DE FURAR BARREIRA DA PRF FOI PRESA PELA PM






Fonte: 190/RN
Na manhã de hoje, terça feira (14), seis pessoas foram presas, após quatro deles, terem praticado um assalto a loja de móveis, Adriano de Móveis no centro de São José de Mipibú.
Segundo informações de testemunhas, o grupo foi até o local em um veículo tipo Pálio de cor prata e anunciou o assalto ainda na frente da loja, em seguida eles renderam o gerente e foram até o caixa onde subtraíram o dinheiro e objetos da loja.
Ao sair do local, um popular seguiu os quatro assaltantes enquanto informava o paradeiro do grupo, que fugia com destino a cidade de monte alegre.
A quadrilha ainda furou uma barreira da Polícia Rodoviária Federal que ainda atirou contra o veículo, mas eles não foram atingidos nem o veículo neutralizado. Viaturas do 3BPM se deslocaram das cidades de Monte Alegre e Parnamirim e conseguiram fazer o cerco aos assaltantes que estavam em uma residência no Mendes em São José de Mipibú.
Na residência os policiais encontraram ANDERSON FLORÊNCIO DE OLIVEIRA DE 18 ANOS, que é foragido de Caicó, LEANDRO DA SILVA LUCAS FRANCISCO, VULGO “FEIJÃO” DE 18 ANOS, acusado de atirar no Sargento Aristelo do 1BPM, ADRIANO SILVA DA CRUZ DE 36 ANOS, outro jovem de 18 e um adolescente de 16 anos que foi apreendido. A namorada do Feijão, uma adolescente de 17 anos também foi apreendida com o grupo.
Com eles a polícia encontrou os produtos subtraídos da loja de móveis, produtos que também foram levados, algumas facas e uma pequena quantidade de droga.
Todos foram encaminhados para a delegacia de São José de Mipibú, onde serão autuados em flagrante por assalto a mão armada e formação de quadrilha. Após ser lavrado o flagrante, os dois menores de idade foram liberados com a chegada dos responsáveis e o restante do grupo está preso a disposição da justiça.via sertaonamidia.com.br
Curta nossa página no Facebook e fique atualizado em tempo real. https://www.facebook.com/sertaonamidia

0 comentários:

Postar um comentário

IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”;

 
CARCARÁ PARELHAS | by TNB ©2010