quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Polícia intercepta quadrilha suspeita de assaltos e apreende armas na cidade de Umbuzeiro






Policiais da 3ª Companhia Independente da Polícia Militar interceptaram, na noite dessa terça-feira (14), uma quadrilha suspeita de assaltos na cidade de Umbuzeiro. Os quatro acusados são do Estado de Pernambuco e reagiram à abordagem atirando contra os policiais. Com o grupo foram apreendidos dois revólveres e recuperados vários objetos roubados.


De acordo com o subtenente Valdery Nunes, a equipe dele fazia rondas quando foi chamada para atender uma ocorrência de assalto a um bar, na zona rural do município. “Durante as diligências nos deparamos com o carro que apresentava as mesmas características repassadas pelas vítimas e ao tentar realizar a abordagem fomos surpreendidos com vários disparos efetuados pelos ocupantes do veículo”, contou.


A Polícia Militar revidou a ação e conseguiu prender José Roberto Pires da Silva, de 33 anos; Tiago Eribes de Santana, 27; e Lindomar Pires da Silva, 24 anos. O quarto acusado, João Nestor da Silva, 26 anos, morreu durante a troca a tiros. Nenhum policial saiu ferido e dois dos suspeitos foram levados para o Trauma de Campina Grande para receber atendimento médico.


Após a prisão dos suspeitos, vítimas do bando compareceram à Delegacia de Umbuzeiro. Elas foram roubadas na mesma noite. Os três serão autuados por roubo e também por tentativa de homicídio, já que atiraram contra os policiais para tentar fugir da abordagem.


Secomvia sertaonamidia.com.br
Curta nossa página no Facebook e fique atualizado em tempo real. https://www.facebook.com/sertaonamidia

0 comentários:

Postar um comentário

IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”;

 
CARCARÁ PARELHAS | by TNB ©2010