quinta-feira, 16 de outubro de 2014

PF recupera fuzis roubados do Exército e identifica quadrilha



Todas as armas foram achadas em bairro de Feira de Santana, na quarta. Um homem foi preso e outras duas pessoas foram detidas pela polícia.

O último dos 20 fuzis roubados da unidade do Tiro de Guerra do Batalhão do Exército da cidade de Serrinha, região nordeste da Bahia, foi recuperado em uma comunidade próximo ao bairro de Baraúna, em Feira de Santana, distante a 100 quilômetros de Salvador, na quarta-feira (15). De acordo com o Exército, quatro armas já tinham sido encontradas abandonadas e cobertas perto de um matagal em um cemitério no bairro Mangabeira e as outras quinze no bairro de Queimadinha.

Um homem foi preso e outras duas pessoas, entre elas uma mulher, foram presas para prestar esclarecimento. A polícia já identificou todos os integrantes da quadrilha, mas os nomes dos criminosos não foram divulgados para que a investigação não seja prejudicada. “Algumas pessoas ainda estão sendo identificadas e nós estamos em diligência no sentido de prendê-las o mais rápido possível”, afirma o delegado da Polícia Federal, Val Goulart.


Segundo a Polícia Milita, as armas, do tipo Mosquefal M964, foram encontradas após o recebimento de informações em uma ligação anônima. “Nós recebemos a informação da Central de Operações que um pacote, supostamente os fuzis, estava entre o Conjunto Centenário e a Cidade Nova. Nós nos deslocamos para o local para fazer averiguação e, chegando lá, constatamos que, realmente, se tratavam dos fuzis”, relata Nílton Lopes, sargento da PM.

Todas as armas recuperadas foram encaminhadas para o posto da Polícia Federal, localizado na Avenida Maria Quitéria, em Feira de Santana.

Roubo
Os fuzis foram roubados por cinco homens durante a madrugada de terça-feira (14). Os assaltantes chegaram em um carro, pularam o muro e renderam os três soldados que faziam a segurança do local. Um deles teria sido agredido com chutes. Depois, a quadrilha obrigou os soldados a abrirem a sala de armamento.

Do G1 BA com informações da Tv Subaévia sertaonamidia.com.br
Curta nossa página no Facebook e fique atualizado em tempo real. https://www.facebook.com/sertaonamidia

0 comentários:

Postar um comentário

IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”;

 
CARCARÁ PARELHAS | by TNB ©2010