sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Empresária e outras seis pessoas de três estados são presas na PB por assaltos a bancos.




Cinco homens e duas mulheres suspeitos de comandar assaltos a bancos no Sertão paraibano foram presos, na tarde desta quinta-feira (2), na cidade de Cajazeiras, situada a 468 km de João Pessoa. Uma empresária está entre os presos.




De acordo com o 6º Batalhão da Polícia Militar, a operação para localização dos suspeitos foi realizada a partir de denúncias anônimas de que uma quadrilha que assaltava bancos estava fixada em Cajazeiras. Após receber informações de que o grupo estaria efetuando os crimes e ainda sequestrando gerentes de bancos da região, os agentes de inteligência passaram a mapear o local, o que possibilitou a identificação dos suspeitos.




Quatro homens e uma empresária foram presos em uma casa. Outro homem foi achado pela polícia logo depois e uma segunda envolvida foi detida para averiguação. Junto com o grupo, foram apreendidos dois carros, uma caminhonete e uma arma de fogo. A operação foi realizada pelas polícias Federal e Militar.




De acordo com o serviço de inteligência do 6º Batalhão da Polícia Militar, nenhum dos suspeitos é natural da Paraíba e todos são provenientes do Ceará, de Brasília, Tocantins e do Maranhão.




O grupo prestou depoimento na delegacia de Cajazeiras e deve ser indiciado por formação de quadrilha e porte ilegal de armas.


*Portal Correiovia sertaonamidia.com.br
Curta nossa página no Facebook e fique atualizado em tempo real. https://www.facebook.com/sertaonamidia

0 comentários:

Postar um comentário

IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”;

 
CARCARÁ PARELHAS | by TNB ©2010