quinta-feira, 11 de setembro de 2014

TRIO É PRESO POR CONTRABANDO DE 1 MILHÃO DE CIGARROS NO SERTÃO


A Polícia Federal em Pernambuco prendeu nessa quarta-feira (10) três homens no Sertão de Pernambuco, acusados de contrabandear 100 caixas de cigarros do Paraguai, o equivalente a um milhão de unidades. A carga estava em um caminhão que saiu de São Paulo com destino a Barbalha (CE).
O motorista Antonio Barbosa de Albuquerque, 45 anos, o comerciante Orlando Nicolau Rocha, 44, e o agricultor Cícero Antônio Leite, 45, foram presos em flagrante e, caso sejam condenados, poderão pegar penas que variam entre 2 a 5 anos de reclusão. Além dos cigarros, a PF apreendeu a quantia de R$ 3.500 e dois veículos. (continua...)Para realizar o flagrante, a PF, com o apoio da Polícia Militar, montou uma barreira no município deCabrobó, no Sertão do Estado. Os federais obtiveram a informação de que um caminhão baú Volkswagen chegaria a Salgueiro, na mesma região. Ao identificar o veículo, a polícia vistoriou a carga e identificou as caixas, das marcas Gift e R7.
Dentro do veículo estava Antônio, que informou que Orlando e Cícero haviam encomendado a mercadoria e estavam esperando os cigarros em um posto de gasolina em Salgueiro. No local, a polícia esperou a chegada da dupla em um veículo. Quando eles foram conversar com Antônio, a PF prendeu os três.
Os federais encontraram R$ 3.500 no bolso de Orlando, dos quais R$ 3.000 seriam utilizados para pagar o transporte da carga. No interrogatório, porém, o acusado negou participação.
BALANÇO - Esta é a quarta apreensão de cigarros contrabandeados do Paraguai no ano de 2014 pela Polícia Federal de Pernambuco. Ao todo, foram recolhidos 10.062 pacotes, que correspondem a 2 milhões de cigarros. No ano passado, a PF apreendeu 37.500 pacotes (7.500.000 unidades) em todo o Estado. (NE10)via sertaonamidia.com.br
Curta nossa página no Facebook e fique atualizado em tempo real. https://www.facebook.com/sertaonamidia

0 comentários:

Postar um comentário

IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”;

 
CARCARÁ PARELHAS | by TNB ©2010