quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Preso por tráfico admite ter matado PM da Paraíba em Macaíba, no RN

Soldado Jenilson da Silva Teixeira foi morto em julho durante um assalto.
Segundo delegado, Rogério Silvestre, 23 anos, também admitiu outra morte.



Um dos jovens presos na tarde desta quarta-feira (10), suspeitos de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa em Macaíba, na Grande Natal, admitiu ao delegado da cidade ter participado diretamente da morte do soldado Jenilson da Silva Teixeira, policial militar da Paraíba assassinado a TIROS EM julho deste ano durante um assalto na própria cidade de Macaíba. “Ele confessou. Disse que estava no assalto e que também atirou no PM”, afirmou Normando Feitosa.
Ainda de acordo com o delegado, o suspeito chama-se Rogério Silvestre de Araújo, de 23 anos. Ele foi detido nesta tarde juntamente com um outro jovem, de 24 anos, e mais dois adolescentes, um de 17 e uma garota de 15 anos. Os quatro foram encontrados dentro de uma casa na Rua Valério Mesquita, no bairro Vilar. Por volta das 14h, a equipe de investigação foi ao local após receber uma denúncia anônima. “Cercamos o local e constatamos que a residência funcionava como uma boca de fumo, onde eles estavam comercializando drogas. Apreendemos três revólveres, sendo dois calibres 38 e um calibre 32, além de uma escopeta calibre 12, munições, maconha, cocaína e DINHEIRO fracionado”, afirmou Normando.

Segunda confissão
O delegado também confirmou que Rogério, o jovem de 24 anos e o adolescente de 17 também admitiram ter participado da morte do eletricista Deoclécio Carvalho de Oliveira, de 21 anos, executado dentro de casa na noite desta terça (9), também em Macaíba. “O Rogério confessou que a vítima o teria ameaçado de morte, motivando o assassinato. “Ele prestou depoimento ao lado de um advogado, e em momento algum demonstrou arrependimento. Na frente do advogado, inclusive, disse que depois de matar o Deoclécio ainda foi comemorar o feito tomando cerveja”, revelou Normando.via sertaonamidia.com.br
Curta nossa página no Facebook e fique atualizado em tempo real. https://www.facebook.com/sertaonamidia

0 comentários:

Postar um comentário

IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”;

 
CARCARÁ PARELHAS | by TNB ©2010