terça-feira, 16 de setembro de 2014

PARAÍBA: Governo convoca candidatos para 2ª fase do concurso.




O Governo do Estado convocou quase 2 mil candidatos aprovados na prova intelectual do concurso público para soldado da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros para realizarem a segunda fase do certame, o exame psicotécnico, que acontece no próximo domingo (21), em João Pessoa.


Os convocados disputam as 600 vagas oferecidas. O resultado do psicotécnico deve ser divulgado em três semanas.


O candidato deve consultar sua convocação no site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), responsável pelas duas primeiras fases do concurso, através do endereço eletrônico www.ibfc.org.br. Nesse local, eles terão acesso ao número da sala e horário da prova.



Os testes serão aplicados no Colégio Marista Pio X, no centro da Capital. É exigido que o candidato chegue com antecedência mínima de 60 minutos do horário marcado para a prova, munido de documento de identificação original com foto e caneta esferográfica azul de escrita grossa.


O psicotécnico é eliminatório e os aprovados serão submetidos ainda a três fases: Avaliação de saúde, física e avaliação social, de acordo com a aprovação nas etapas. A primeira etapa, a fase intelectual, foi realizada no dia 10 de agosto. Ao todo, mais de 58 mil pessoas se inscreveram no concurso.


Formação - Os aprovados dentro das vagas nas cinco fases do concurso público passarão por um curso de formação de 10 meses, antes de atuarem no reforço das ações de segurança em todo Estado. O salário inicial do soldado é de R$ 2.548,16, podendo receber ainda por plantão extra remunerado, cujo valor pode atingir R$ 1.025,46, além de outras gratificações inerentes às funções.




Da Secom-PBvia sertaonamidia.com.br
Curta nossa página no Facebook e fique atualizado em tempo real. https://www.facebook.com/sertaonamidia

0 comentários:

Postar um comentário

IV – “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”;

 
CARCARÁ PARELHAS | by TNB ©2010